fbpx

FENAPEF RECEBE DIRETOR GERAL DA POLÍCIA FEDERAL E ENTREGA REIVINDICAÇÕES DA CATEGORIA

0

A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) recebeu, nessa quarta-feira (12), a visita do Diretor Geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino. Acompanhado dos diretores Executivo, Cairo Duarte, e de Gestão de Pessoal, Oswaldo Gomide, Maiurino foi recepcionado pelo Presidente da Fenapef, Luís Antônio Boudens, e pelos diretores Jurídico, Flávio Werneck, Parlamentar, Marcus Firme, e de Estratégia Sindical, Júlio César Nunes.

Boudens entregou ao DG um documento que reúne sugestões de policiais federais aposentados e da ativa de todo o Brasil para melhoria das condições de trabalho, aprimoramento de sistemas, acolhimento para servidores com dificuldades e preparação para aposentadoria, encaminhadas por meio de pesquisa realizada com todos os associados do sistema sindical.

Entre as reivindicações, a revisão do sistema de ponto eletrônico e questões já debatidas e encaminhadas também ao Ministério da Justiça, como o reajuste das diárias, a recomposição salarial de 2022, o sobreaviso indenizado e o adicional de fronteiras. Ajustes no texto da Reforma Administrativa (PEC 32/20) e revisão de itens da Reforma da Previdência também estiveram entre os apontados.

Também em destaque, a criação do serviço de capelania na Polícia Federal e o reforço do apoio psicológico e assistencial a servidores que passam por alguma dificuldade. O presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Distrito Federal (Sindipol-DF), Egídio Araújo, destacou a necessidade de reforçar esses serviços e falou da efetividade do modelo criado pelo sindicato, que, antes da pandemia, atendia a 43 filiados e, atualmente, já assiste a 94.

A necessidade de acolhimento para policiais que enfrentam problemas de saúde mental esteve no centro do debate. Estudos demonstram que os índices de dificuldades e até de suicídio entre servidores da ativa e aposentados têm aumentado nos últimos anos. A Fenapef considera importante que essa questão faça parte do horizonte tanto do sistema sindical quanto da corporação. “Um dos momentos mais delicados da vida de um policial é a aposentadoria. Há anos, discutimos a necessidade de um programa que prepare e ampare esse momento da vida do profissional, para que a transição seja tão suave quanto possível”, disse Boudens. “A ideia é que o servidor com alguma dificuldade encontre apoio e acolhimento na própria instituição”, acrescentou. Para ele, o ponto de partida da capelania pode ser um serviço voluntário, prestado até por servidores aposentados com experiência na área. “Há evangelizadores, missionários e pastores entre os milhares de homens e mulheres servidores da PF, isso pode ser extremamente útil”, disse.

Maiurino disse que vai estudar detalhadamente o documento.

Pão Diário

Durante a reunião, Maiurino recebeu exemplares do Pão Diário – Especial Polícia Federal. A publicação, que tem artigo do Diretor Geral, reúne mensagens devocionais de fé, otimismo e apoio foi entregue formalmente ao Presidente da Federação, Luís Antônio Boudens, pelo Vice-Presidente Sênior de Operações Américas e África – Editora Pão Diário, Luís Seonane e pelo Vice-Presidente e Diretor Nacional – Editora Pão Diário, Edílson Freitas da Silva.

Compartilhar.

Deixe uma resposta