PRESIDENTE DA FENAPEF DÁ POSSE À PRESIDENTE DO SINDPOLF/SP

0

O presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luís Antônio Boudens, deu posse formalmente à primeira mulher a presidir o Sindicato dos Policiais Federais do Estado de São Paulo (SINDPOLF/SP). Eleita para o triênio 2020/2022, Susanna do Val Moore assumiu a presidência na última sexta-feira (13), em cerimônia que contou com a presença de diversas autoridades jurídicas, civis, militares, sindicais e políticas, além de amigos e servidores da Polícia Federal.

Em seu discurso, Susanna do Val destacou que a eficiência na segurança pública depende de vários fatores, entre eles, a modernização e atualização de procedimentos e processos. “Caminharemos ao lado de instituições de segurança pública, buscando objetivos comuns e valorização dos policiais. Esta caminhada contará também com nosso apoio às entidades representativas ligadas à Segurança Pública, como a Federação Nacional dos Policiais Federais – Fenapef, que congrega 27 sindicatos de policiais federais no Brasil; outros sindicatos; associações; Ministérios Públicos; Judiciário e todas as instituições que puderem colaborar nessa jornada. Faremos parcerias que possam trazer mudanças significativas e de qualidade para nossos profissionais e para toda a sociedade”, disse.

Boudens fez questão de colocar a Fenapef à disposição e, à tarde, participou de um debate com os sindicalizados para esclarecer dúvidas sobre um dos temas mais sensíveis do momento: a garantia da paridade e integralidade das aposentadorias e pensões para os policiais federais que ingressaram na corporação até a data da edição da nova Previdência Social. “Trabalhamos firmemente na defesa dos interesses dos nossos colegas”, assegurou.

A Fenapef tem se reunido com autoridades dos Três Poderes em Brasília para exigir o cumprimento do acordo que garante os direitos da categoria. O parecer da Advocacia Geral da União (AGU), sacramentando o direito dos policiais federais é considerado essencial para embasar quaisquer demandas no futuro.

Mulheres sindicalistas

Susanna do Val foi muito aplaudida quando citou que será a primeira presidente a assumir o sindicato de policiais federais no Estado mais rico e populoso do país. As mulheres policiais federais já começam a ocupar “espaços de poder”  Dos 27 sindicatos do país filiados à Fenapef, quatro já são presididos por mulheres. São elas: Bibiana Orsi (Paraná), Karin Peiter (Santa Catarina), Cleisi Ferreira (Pará) e Susanna (São Paulo). “O crescimento da participação feminina é exponencial, já que tivemos apenas uma nos períodos anteriores (Rejane, na Bahia, e depois Bibiana, no Paraná). Mais recentemente, o número cresceu para duas: Bibiana e Cleisi (Pará). E agora temos mais duas presidentes mulheres de uma só vez: Karin (SC) e Susanna (SP). É motivo de comemoração e incentivo, para que mais mulheres participem”, comemorou o presidente da Fenapef.

A presidente empossada lembrou que o percentual de mulheres que atuam na segurança pública ainda é muito pequeno. “Atualmente, apenas 12,6% deste efetivo é composto por mulheres. Em São Paulo, o número ainda é menor – somente 8%. “Isso é um reflexo do número de mulheres inscritas nos concursos da Polícia Federal ser em torno de 20%”, avaliou. Apesar disso, Susanna acredita que a presença feminina é forte nas lideranças sindicais.

Karin Peter e Bibiana Orsi também participaram da cerimônia. Bibiana Orsi disse que a presença das mulheres em cargos executivos reflete um movimento positivo. Lembrou que “tratar o papel da mulher pela sensibilidade é jargão, pois a mulher é muito mais técnica, mais inflexível com os erros, e mais forte”. Karin Peter acrescentou: “temos habilidades mais positivas em tudo, e não temos medo de mudar”.

A Fenapef prestigiou a cerimônia.  Além do presidente, estiveram presentes o vice, Luiz Carlos Cavalcante, o secretário-geral, Vicentine e o diretor parlamentar, Marcus Firme.

Compondo a mesa, estavam o presidente Boudens,; o desembargador federal Mairan Gonçalves Maia Jr, presidente do Tribunal Regional Federal da 3° Região; Lindinalvo Alexandrino de Almeida Filho, superintendente da Polícia Federal no Estado de São Paulo; o vereador Eduardo Tuma, prefeito em exercício de São Paulo; e Clóvis Santinon, presidente do Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo. Após a saída de Eduardo Tuma, o deputado estadual Agente Federal Danilo Balas (PSL/SP) foi convidado a compor a mesa.

Danilo Balas foi homenageado no evento. O presidente da Fenapef entregou uma placa com o brasão da Polícia Federal. “É uma demonstração de nosso reconhecimento ao parlamentar pela sua atuação tanto no Legislativo quanto no meio sindical”, destacou Boudens. Balas foi diretor regional do SINDPOLF/SP por Sorocaba.

FONTES: FENAPEF E SINDPOLF/SP

Compartilhar.

Sobre o autor

Deixe uma resposta