Campanha cadastro doadores de medula

0

Campanha para Cadastro Voluntário de Doadores de Medula Óssea – ajude a salvar Dana

Dana tem 05 anos, foi diagnosticada com Leucemia Linfóide Aguda. É filha da APF Lara Caiado, lotada na SR/PF/PR. A família está fazendo uma campanha para Cadastro Voluntário de Doadores de Medula Óssea na esperança de encontrar um doador compatível para transplante.

Importante destacar, no entanto, que o cadastro não é direcionado a um determinado paciente. Quando você se cadastra como possível doador de medula, você poderá ser chamado para salvar a vida de qualquer paciente que esteja à espera de um transplante no Brasil ou no exterior.

Para se tornar um doador de medula, a pessoa deve ter entre 18 e 55 anos de idade e comparecer a um hemocentro para se cadastrar, portando documento de identidade com foto e CPF.

No cadastramento é coletado a quantidade de 5 ml de sangue para realização da identificação do HLA de baixa resolução, que é um exame de laboratório para identificar a característica genética. O tipo de HLA do possível doador é colocado no Registro Brasileiro de Doadores Voluntários de Medula Óssea (REDOME), onde pode ser consultado para salvar a vida de pacientes do mundo todo.

É importante sempre manter seus contatos atualizados. Portanto, se você já se cadastrou como Doador Voluntário de Medula Óssea, verifique se os seus dados estão atualizados. Se ainda não se cadastrou, procure o Hemocentro mais próximo e faça sua parte:

Hemocentro Florianópolis – (48) 3251.9711

Hemocentro Blumenau – (47) 3222.9800

Hemocentro Chapecó – (49) 3229.0550

Hemocentro Criciúma – (48) 3433.6611

Hemocentro Joinville – (47) 3433.1378

Hemocentro Lages – (49) 3222.3922

Mais informações sobre a campanha e orientações para doação podem ser encontradas no material anexo.

Compartilhar.

Sobre o autor

Deixe uma resposta